21º Construsul

São cerca de 300 empresas colocando à mostra novidades e facilitadores para obras e novas edificações. A expectativa da organização é receber em torno de 40 mil pessoas nos quatro dias de atividades. O público-alvo são engenheiros, arquitetos, decoradores, representante de indústrias, empresas de importação e exportação, entidades, órgãos de governo, lojistas, construtores, incorporadoras, empreiteiras, técnicos, trabalhadores e estudantes da construção civil.
Paulo Richter, diretor da Sul Eventos, empresa que promove a mostra, afirma que a volta a Capital foi uma reivindicação do empresariado, e se concretiza no momento em que o mercado dá sinais positivos. Nos últimos quatro anos, a feira vinha sendo realizada na Fenac, em Novo Hamburgo.
Segundo o diretor, 98% da área reservada para a feira está ocupada com expositores. Entre as novidades que devem deter a atenção dos visitantes, estão itens da indústria 4.0, que aposta na alta tecnologia e em dispositivos que combinam o uso de softwares para garantir eficiência e agilidade.
— Há máquinas informatizadas, que usam GPS — afirmou Richter, complementando que outro destaque da feira são artigos de automação predial, que estão ficando mais acessíveis e baratos.








COMPARTILHE:





Programa Setorial de Qualidade
MAIS LIDAS



21º Construsul
A 21ª edição da Feira Internacional da Construção (Construsul) retorna a Porto Alegre trazendo retomada no otimismo…
Programa Setorial de Qualidade
A Salvaro participa ativamente do desenvolvimento do PSQ do setor de portas com o objetivo de sensibilizar os fabricantes…