home / sustentabilidade

Sustentabilidade

Sustentabilidade é dar suporte a alguma condição, em algo ou alguém, é a condição para um processo ou tarefa existir. Atualmente, o termo é utilizado para designar o bom uso dos recursos naturais como água e florestas.

A palavra sustentável tem origem no latim "sustentare", que significa sustentar, apoiar, conservar. O conceito de sustentabilidade está normalmente relacionado com uma mentalidade, atitude ou estratégia que é ecologicamente correta, viável a nível econômico e socialmente justa.

Sustentabilidade na Salvaro

Sustentabilidade não se traduz em certificados de conformidade ou discursos vazios, a Salvaro é uma empresa que considera sustentabilidade uma filosofia de vida e desde sua fundação trabalha com matérias primas de origem ecologicamente corretas, como madeira de reflorestamentos e tintas a base d’água.

Em seus processos, altamente otimizados, todos os produtos são reaproveitados e o mínimo de resíduo gerado é encaminhado para empresas de processamento homologadas pelo IBAMA.

Para uma madeireira se considerar sustentável não pode admitir, em seu pátio, madeiras não originadas de reflorestamento e neste quesito a Salvaro tem excelência, pois processa apenas madeira de Pinus, uma arvore de baixo impacto ambiental e totalmente adaptada ao meio ambiente brasileiro.

Pinus Finger Joint

Processo pelo qual tabuas de pinus são secas em estufas refiladas e cortadas em pequenos blocos, por sua vez, estes blocos são classificados, separando-se os pedaços com nó que retornam ao processo para gerar calor, e os blocos limpos (ClearBlocks) são “fingados” (colados com cola PVA sob pressão) (ver Ilustração 1). Este processo de corte no formato de pente e união por cola é conhecido por Finger Joint que é fundamental para quebrar as tensões adquiridas pelas fibras durante o crescimento da planta, melhorando o desempenho mecânico e aumentando o aproveitamento da madeira.

PINUS, origem e aplicações

A palavra Pinus tem origem do latim "Pinu", gênero que é conhecido como pinheiro em português e que reúne mais de 100 espécies. Essas árvores são originárias de regiões árticas e subárticas da Europa, Ásia, América do Norte e América Central, principalmente. No Brasil, o Pinus vem sendo plantado há mais de um século, inicialmente, introduzidos para fins ornamentais. Somente a partir de 1950 é que teve início no país o plantio de Pinus em escala comercial, para produção de madeira para uso industrial.

Os plantios mais extensos foram estabelecidos nas Regiões Sul e Sudeste, com as espécies Pinus Taeda para produção de matéria-prima para as indústrias de celulose e papel e Pinus Elliottii para madeira serrada e extração de resina. Era uma época em que o abastecimento de madeira para diversas finalidades era suprido com a exploração do pinheiro brasileiro, a Araucária Angustifólia. Com o avanço das pesquisas e a introdução de diversas outras espécies, como o Pinus Caribaea e suas variedades, Pinus Patula e Pinus Oocarpa, a produção de madeira de Pinus tornou-se viável em diversas regiões do Brasil, com destaquepara Minas Gerais e Bahia.

Benefícios

Assim como outras espécies não originárias do continente sul-americano (banana, milho, café), também o Pinus ganhou importância no Brasil. Neste caso, porque evita o desmatamento de florestas nativas e é essencial para o suprimento de madeira para usos diversos, desde a fabricação de celulose e papel, lâminas e chapas de madeira para uso na construção civil, madeira serrada para fins estruturais, para confecção de embalagens, móveis e marcenaria em geral.  Estima-se que aproximadamente três mil empresas brasileiras utilizam o Pinus em seus processos produtivos e a Salvaro é uma delas, colaborando desta forma para a preservação de florestas nativas, garantindo crescimento contínuo, equilibrado e sustentável.